A Itaúsa vendeu ontem 12 milhões de ações da XP por cerca de R$ 1,8 bilhão. 

Com a venda da participação, que equivale a 2,14% do capital da XP, a Itaúsa passou a ter 11,5% da corretora, ou 3,63% do capital votante da empresa. 

O coordenador do block trade foi o JP Morgan, e a venda saiu a US$ 30,90 por ação. 

Esse é o segundo bloco da Itaúsa para reduzir sua exposição à XP desde que o Itaú Unibanco cindiu sua participação na empresa.  

A primeira operação foi em dezembro de 2021 e envolveu 7,8 milhões de ações ou R$ 1,33 bi – nessa venda, que representou 1,4% do capital da corretora, a ação da XP saiu perto de U$ 29. 

A Itaúsa disse que está vendendo sua participação na XP porque esse não é mais um ativo estratégico para o grupo e para recompor o caixa em em função dos últimos investimentos realizados. 

A venda das ações terá impacto positivo de R$ 1,1 bilhão nos resultados da Itaúsa do primeiro trimestre.

A Itaúsa ainda pode vender mais 24 milhões de ações da XP neste ano, dependendo das condições de mercado.