08.12.2022_DAYTRADE_JOHN_RODGERSON_AZUL_V5.mp4
play-rounded-fill

08.12.2022_DAYTRADE_JOHN_RODGERSON_AZUL_V5.mp4

CEO da Azul diz que “pior já passou” e 2023 será melhor

13 de dez, 2022

O cenário de 2023 para o setor aéreo continua turbulento: a Iata, Associação Internacional de Transportes Aéreos, prevê um prejuízo de R$ 4 bilhões nas empresas da América Latina. A Azul segue no vermelho e deve ter fluxo de caixa positivo só em 2024, mas o CEO John Rodgerson diz que, ainda assim, o pessimismo do mercado é exagerado. Segundo ele, as perspectivas são melhores e acredita que as empresas brasileiras deixaram claro que vão sobreviver apesar do momento complicado com dólar e combustível altos. Mas admite: “nenhuma empresa tem mais fôlego para brincar.”

Siga o Brazil Journal no Instagram
Seguir