Dois escritórios de agentes autônomos da XP anunciaram uma fusão, criando o maior escritório de AAIs do Norte-Nordeste e um dos 20 maiores afiliados à corretora.  

A ACT e a Ápice Investimentos – ambos de Salvador – estão criando um escritório com R$ 6,5 bilhões sob assessoria, 160 colaboradores, e mais de 7 mil clientes ativos.

Além de Salvador, a empresa tem presença física em São Paulo e em outras capitais do Nordeste: já é a No. 2 em Fortaleza e em Maceió e a No. 3 no Recife.

A consolidação tem um caráter defensivo: outros grandes escritórios do Sul e Sudeste têm tentado cavar market share na Bahia, e o BTG também tem incursões na região. 

“Queríamos que a primeira grande operação do Nordeste fosse daqui,” disse Poliana Viana, a fundadora da Ápice. “Por que não um case de sucesso daqui, filho da terra?” 

Os escritórios do Sudeste costumam ter vida curta na região por não conhecer a praça e os profissionais de mercado. 

“Agora não vamos nem deixar abrir mais, pra eles não terem o trabalho de fechar depois,” brincou outra sócia. 

Mas a fusão – que torna a ACT Ápice um dos 20 maiores escritórios da XP – também posiciona a empresa para crescer.

Diogo Pessoa, o CEO da ACT e agora da empresa combinada, disse que “com essa transação, a gente blinda o mercado e sai na frente para mais consolidações, especialmente no interior, onde há vários pequenos escritórios que podem se beneficiar da nossa robustez e sistemas de gestão.”