A Simpar – a holding que controla a JSL, a Movida e a Vamos – disse hoje que espera faturar R$ 35 bilhões até 2024, mais que o dobro dos R$ 15,4 bilhões do ano passado.

A ação sobe 7% no meio da tarde.

A empresa controlada pela família Simões forneceu o guidance de receita bruta consolidada no Simpar Day – o evento anual com investidores.

A empresa disse que a projeção incorpora o crescimento médio da Simpar – de 20% ao ano nos últimos 12 anos – bem como leva em conta o potencial de mercado de suas controladas e crescimento por M&As.

A Vamos – a controlada da companhia que atua na locação de caminhões, máquinas e equipamentos – disse que sua frota vai crescer seis vezes até 2025.

Já a Movida e a JSL – que foca na logística rodoviária – reafirmaram os guidances para 2025 passados no Simpar Day do ano passado

A Movida projeta uma frota duas a três vezes maior, o que representaria entre 260 mil e 340 mil automóveis e lucro entre R$ 1,3 bi e R$ 1,6 bi. A JSL espera crescer até 3 vezes a receita bruta, para cerca de R$ 10,8 bilhões.

Além das três empresas listadas na Bolsa, a Simpar também controla outras quatro companhias: a CS Brasil, que presta serviços de transporte e limpeza urbana para órgãos públicos; a CS Infra; o Banco BBC Digital; e a Automob, novo nome da Original Concessionárias, que tem crescido com uma estratégia de M&As agressiva.  

“Temos pelo menos um ou dois ativos com potencial de IPO até 2025,” o CFO da Simpar, Denys Marc Ferrez, disse no evento. 

O CFO comentou o desconto de holding da Simpar em relação ao valor implícito dos seus negócios, hoje ao redor de 36%. 
 
“Quando você olha a performance de uma ação na bolsa, você mede a partir do IPO, mas quando nós olhamos a performance das empresas criadas pela Simpar na Bolsa, a gente olha o valor patrimonial que o grupo colocou. Olhamos o investimento no patrimônio e no desenvolvimento dessas empresas, a Movida teve a preços de hoje 541% de criação de valor; na Vamos, foram 1.752% e na JSL, 254%.”  

A Simpar vale R$ 10 bilhões na Bolsa.

A JSL também anunciou hoje a compra da Truckpad – uma startup que conecta caminhoneiros e transportadoras por meio de um aplicativo – para acelerar seu desenvolvimento digital.