STUHLBERGER_BOTTOMLINE_GIULIANA_V3.mp4
play-rounded-fill

STUHLBERGER_BOTTOMLINE_GIULIANA_V3.mp4

Stuhlberger: “Governo não derrapou na curva, mas na reta – e a 5 km por hora”

29 de mar, 2023

O gestor Luis Stuhlberger, fundador da Verde, vê o governo trabalhando de forma lenta e “desconectada”. Para ele, a “economia caminha para uma piora razoável” e a solução de curto prazo que poderia dar um alívio à atividade é a redução dos juros – por isso, a pressão sobre o Banco Central. “Fazer a Selic cair é a tábua de salvação do PT”, diz. Mas, para isso, falta um plano fiscal. Stuhlberger acredita que um plano “minimamente crível será assinado”, com impacto limitado.

Diante desse cenário, o fundo Verde está com 17% do patrimônio alocado em Bolsa, abaixo da média entre 25% e 30% dos últimos anos. Uma das principais posições é um hedge comprado em inflação. No exterior, o fundo está comprado em ouro, “uma posição puramente geopolítica”. “O que vale para a China ter euros e dólares se pretende invadir Taiwan?”

A Verde Asset acumula resgates de cerca de R$ 20 bilhões em pouco mais de um ano. Stuhlberger atribui parte da perda à concorrência do CDI, mas admite que “a performance dos últimos 6 a 7 anos foi mediana.” “Estamos num processo de aprimoramento dos times.” A gestora está na fase final do acordo para vender 30% do capital para a Lumina, gestora de Daniel Goldberg, especializada em crédito (Stuhlberger não comenta o assunto).

Siga o Brazil Journal no Instagram
Seguir

Últimos vídeos