Com as commodities agrícolas bombando e a ameaça de escassez de alimentos mundial, os fabricantes de equipamentos para fazendeiros devem ser um porto seguro, certo?

A Deere & Co. – fabricante dos tratores verdes mais conhecidos do mundo – está acostumada a surpreender o mercado: a companhia bate as estimativas dos analistas há 11 trimestres consecutivos.

Então, quando ela surpreendeu mais uma vez esta manhã – batendo receita e lucro – a ação deveria subir, certo?

Errado, se você está num bear market. 

O papel cai mais de 11% esta manhã, um sinal de que, no clima atual, um balanço não basta ser bom, tem que ser extraordinário.

A propósito, a Deere também aumentou o seu guidance de lucro para US$ 7,2 bilhões neste ano fiscal, contra um consenso Bloomberg de US$ 7 bi. 

A única parte negativa do resultado foi a expectativa de um resultado pior no negócio de financiamento da Deere, que este ano vai fazer mais provisões para inadimplência.