A Berkshire Hathaway comprou uma participação de cerca de 9% na petroleira americana Occidental Petroleum, ao mesmo tempo em que outro mega investidor, Carl Icahn, zerava sua posição na companhia. 

Dois terços da posição da Berkhsire – a companhia de investimentos de Warren Buffett – foi formada entre quarta e sexta-feira da semana passada, com as cotações variando de US$ 47,07 a US$ 56,45, segundo a CNBC.

A ação da Occidental disparou 17% na sexta-feira e 45% na semana passada com o petróleo atingindo seu maior valor em 10 anos depois que a Rússia invadiu a Ucrânia. 

Além dessa participação, que equivale a 91,2 milhões de ações da Occidental ou US$ 5,1 bilhões, a Berkshire tem warrants da petroleira que podem ser convertidos em 83,9 milhões de ações, elevando sua fatia na empresa para cerca de 17%.

Esses warrants foram comprados em 2019, quando Buffett investiu US$ 10 bilhões para ajudar a Occidental a financiar a compra da Anadarko por US$ 38 bilhões. 

Aquela transação incomodou Carl Icahn, que a classificou como um dos piores negócios que ele já havia visto. Icahn considerou o preço excessivo e disse que o financiamento dado por Buffett era caro demais – os warrants da Berkshire embutem um dividendo de 8% ao ano.  

Na época da aquisição da Anadarko, Icahn tinha cerca de 5% da Occidental e aproveitou a queda das ações da empresa em 2020 para aumentar a participação para 10%.

A partir daí, o investidor ativista fez uma campanha para a saída da CEO Vicki Hollub. Icahn acabou conseguindo a volta do ex-CEO Stephen Chazen como chairman e nomeou três novos conselheiros, dois deles seus representantes. (Neste domingo, ambos renunciaram aos postos.) 

Vicky permaneceu como CEO e a empresa anunciou profundos cortes de custos. Numa carta enviada ao board da Occidental hoje, e obtida com exclusividade pelo WSJ, Icahn disse que apesar dos desacordos em relação a fusões e aquisições, Vicki  mostrou ter habilidades operacionais e resiliência nas horas mais sombrias da Occidental.

“Acreditamos que nosso relacionamento com a Occidental acabou sendo no melhor sentido do ativismo,” escreveu o investidor. 

Icahn já vinha vendendo as ações da Occidental no último ano, mas ainda mantinha cerca de 2,5% das ações e aproveitou a alta da última semana para zerar a posição.  Segundo o WSJ, Icahn lucrou cerca de US$ 1 bilhão com o investimento e ainda mantém 15 milhões de warrants.