José Berenguer, o presidente do JP Morgan no Brasil, está deixando o banco para se juntar à XP como CEO do Banco XP, encarregado de todo o relacionamento da XP com empresas.

 
Berenguer está fazendo o anúncio internamente no banco neste momento. 
 
A contratação de peso mostra que a XP está disposta a investir em seu banco de atacado, disputando mercado com rivais como o BTG Pactual, Itaú BBA e o Bradesco BBI.
 
Sob a liderança de Berenguer, o Banco XP vai consolidar três verticais: a área de mercado de capitais, liderada por Pedro Mesquita; o corporate bank, liderado por Gustavo Balassiano; e o private banking, chefiado por Beny Podlubny.  Os três executivos se reportarão a Berenguer.
 
Berenguer — que passará a fazer parte da diretoria executiva da XP  já tem um relacionamento de confiança com Guilherme Benchimol há anos.
 
O JP Morgan foi um dos coordenadores do IPO da XP, e antes disso havia assessorado a companhia na venda de uma participação para o Itaú Unibanco.
 
Um dos executivos mais experientes do mercado financeiro, Berenguer estava há sete anos no JP Morgan.
 
Antes, foi sócio da Gávea e liderou diversas áreas no Banco Santander Brasil (banco de investimentos e de atacado, asset management e private banking e o banco de varejo), além de ter sido membro do conselho de administração. 
 
Também teve passagens pelo ABN AMRO Real, BBA Creditanstalt e ING.