A Alliar assinou um contrato de prestação de serviço com a Federação das Unimeds da Amazônia (Unimed FAMA) que vai permitir à rede de medicina diagnóstica aumentar sua capilaridade numa região com baixa concorrência. 

O contrato tem duração de 10 anos, não prevê exclusividade na prestação de serviços e inclui apenas a parte de análise clínica (exames menos complexos como os de sangue).  

A Unimed FAMA tem mais de 100 mil beneficiários nos estados do Amazonas, Amapá, Pará, Acre, Rondônia e Roraima. 

Para atender os segurados da Unimed FAMA, a Alliar vai abrir 7 novas clínicas nos estados do Amazonas, Amapá, Pará e Roraima. As aberturas serão feitas ao longo deste ano. 

O contrato prevê a expansão do acordo para os outros dois estados em que a seguradora já atua, e dá ainda o “direito de preferência” para a Alliar para prestar seus serviços caso a Unimed FAMA aumente sua área de atendimento.

O CEO Pedro Thompson disse ao Brazil Journal que esse será o primeiro greenfield da Alliar em mais de cinco anos. “É uma geografia nova e que não tem tanta concorrência como nos eixos que a Alliar opera hoje,” disse ele. 

Hoje, a Alliar tem 120 clínicas espalhadas pelo Brasil. No Norte, são apenas três. 

Segundo Pedro, o acordo também é importante porque é 100% voltado para a análise clínica, uma vertical que a Alliar quer focar mais este ano. Hoje, 80% da receita da empresa vem dos exames de imagem. 

O acordo com a Unimed vem num momento em que a Alliar está tentando retomar sua rota de crescimento depois de Nelson Tanure assumir o controle da empresa e trocar boa parte do C-Level. 

Há duas semanas, por exemplo, a Alliar anunciou a compra da ProEcho, uma rede com 13 clínicas no Rio de Janeiro.