O UBS publicou hoje sua lista de ‘highest convictions’ para os mercados emergentes em 2022. 

Dos 40 papéis, apenas dois são do Brasil: Sabesp e Cosan. O Bradesco, que estava na lista anterior, não apareceu dessa vez.

Os países com maior representatividade são China (38%), Taiwan (14%), Coreia (12%), Índia (8%), Indonésia (6%), Malásia (4%), México (4%) e Brasil (4%).  Depois de nós: Hungria, Filipinas, Rússia e África do Sul.

A ação com maior peso na carteira recomendada é a Taiwan Semiconductors Manufacturing (TSM), com 8% do portfólio, seguida por Alibaba e Tencent, com 6% cada.

Brasil: cada vez menor.