O Grupo Safra anunciou mudanças na J. Safra Holding, a empresa que controla os negócios da família no Brasil.

Ricardo Gallo — o ex-tesoureiro do Bank Boston que já comandou o family office de José Safra — está assumindo a presidência da holding, um cargo essencialmente institucional.

Gallo substitui Silvio Carvalho, que continua chairman da holding e CEO do Banco Safra.  Um veterano do banco, Silvio havia sido o CFO até o fallout entre os irmãos. (Demitido por Alberto, Silvio voltou ao grupo pelas mãos de David como CEO da holding.)

Marcello Dantas de Carvalho, o chief risk officer do banco, passa a comandar a área de orçamento e despesa, enquanto Marcelo Santos continua a liderar o RH, mas agora se reportando diretamente a David.

Mas o movimento mais interessante foi a contratação do ex-CEO da GetNet, Pedro Coutinho, para comandar a SafraPay, a operação de adquirência do banco.

Pedro deixou a GetNet em março, cinco meses depois do IPO. Ele já havia sido o CEO da credenciadora do Santander por sete anos.

No SafraPay, seu desafio será ganhar market share num mercado cada vez mais comoditizado.

UPDATE: Este post foi atualizado para refletir corretamente as posições de Silvio Carvalho no organograma do grupo.