O Pershing Square aproveitou a derrocada das ações da Netflix para montar uma posição na empresa. 

O fundo de Bill Ackman comprou mais de 3,1 milhões ações – uma participação que não chega a 1% da Netflix mas coloca o Pershing Square entre os 20 maiores acionistas da companhia de streaming.

Ackman disse no Twitter que é um grande admirador do fundador Reed Hastings e da “notável companhia” que ele e seu time construíram. 

“Estamos contentes que o mercado nos deu essa oportunidade,” disse Ackman. 

A ação da Netflix acumula queda de 30% desde a divulgação de resultados, no dia 20. Os investidores ficaram decepcionados com o ritmo de crescimento da base de assinantes no quarto tri. 

A Netflix adicionou 8,28 milhões de assinantes, contra 8,5 milhões no mesmo intervalo de 2020. A empresa disse que espera adicionar 2,5 milhões de assinantes neste trimestre; no mesmo tri de 2021 foram 3,98 milhões, e os analistas estavam projetando 6,9 milhões. 

Numa carta aos cotistas, o Pershing Square diz que, apesar de admirar a empresa  – como clientes e investidores – nunca haviam comprado as ações. Para o fundo, a Netflix será a principal beneficiada pelo crescimento do streaming com o declínio da TV, porque oferece a “melhor experiência ao cliente, com conteúdo excelente, vasto, diversificado e constantemente atualizado.” 

O papel sobe 4,5% no after market, depois que a notícia saiu.