O Will Bank acaba de contratar quatro grandes influenciadores para uma campanha de marketing que vai inaugurar uma nova fase do banco digital – com maiores investimentos na construção da marca e foco num público mais amplo.

A fintech – que até agora cresceu principalmente entre os desbancarizados no Nordeste – assinou um contrato com Pabllo Vittar, uma das cantoras mais tocadas do Brasil; Whindersson Nunes, o maior influencer do País com 58 milhões de seguidores no Instagram; Maísa, a atriz-mirim do SBT que é um fenômeno no TikTok; e Thelminha Assis, uma médica que foi a vencedora do Big Brother Brasil de 2020. 

O contrato tem duração de um ano e inclui uma cláusula de exclusividade para qualquer instituição financeira.

“São celebridades com um entendimento do Brasil de verdade, que se comunicam de fato com quem compõe a maior parte da população e que tem uma preocupação genuína com as questões sociais… com a evolução da gente como País,” o CMO do Will Bank, Daniel Feitoza, disse ao Brazil Journal.

“Além disso, eles não estão funcionando no modo ‘pega minha imagem, vende qualquer coisa e bola pra frente’, eles realmente querem se associar a projetos que façam sentido.”

Ainda que cada contrato tenha um escopo específico, todos dão direito ao Will Bank de usar a imagem dos influencers ao longo de um ano – em diversos projetos.

O primeiro deles vai ser uma série de vídeos no qual as celebridades vão interagir com clientes do banco, que vão contar suas histórias de vida. 

O vídeo de Whindersson, por exemplo, traz o caso de um cliente do Will Bank que, com a ajuda do banco, conseguiu largar um emprego do qual não gostava e criar um comércio de queijo de cabra no Nordeste. 

“A brincadeira com o Whindersson é que esse cara, na cidade dele, talvez seja até mais famoso que o Whindersson,” disse Daniel.

O vídeo da Thelminha vai na mesma linha: conta a história de uma cliente que usou o cartão do banco para começar a comprar produtos e revender na cidade, construindo um negócio que foi crescendo e que permitiu que ela fizesse faculdade. 

No vídeo, Thelminha – que veio de uma família humilde e conseguiu se formar médica antes de entrar no BBB – pergunta à cliente se ela quer virar doutora. A resposta: ‘eu até poderia, mas agora sou CEO do meu negócio.’

Já o vídeo de Pabllo brinca com o PIX do Will Bank, que a cantora diz que é o ‘PIX das galáxias.’ “Só a Pabllo, com seus 2 metros de altura, pode dizer de verdade que tem o PIX das galáxias,” brinca Daniel. 

As campanhas foram criadas pela agência MonkeyLand, que trabalha para o Will Bank desde o início da fintech (o banco foi o primeiro cliente da agência). As peças serão veiculadas no digital, na televisão aberta e a cabo, no ‘out of home’, e em ativações em eventos no Nordeste. A expectativa é atingir 60 milhões de pessoas. 

O investimento vem quase um ano depois do Will Bank levantar uma rodada de R$ 250 milhões com a Atmos e a XP – e num momento em que a fintech tem acelerado seu crescimento.

No ano passado, o Will Bank cresceu todas as suas principais métricas em mais de 80%, chegando a 2 milhões de clientes de cartão de crédito, a um TPV de R$ 7,5 bilhões e a uma receita de R$ 800 milhões.

O CEO Felipe Félix disse ao Brazil Journal que a meta para este ano é dobrar esses números, chegando a R$ 1,5 bi de receita e um TPV de R$ 15 bilhões. Em dois anos, o Will quer chegar a 10 milhões de clientes.