Após três anos à frente da BRF, Lorival Luz, o mais longevo CEO desde a aquisição da Sadia pela Perdigão, renunciou ontem à noite, fontes a par do assunto disseram ao Brazil Journal.

A BRF deve anunciar ainda hoje Miguel Gularte como substituto. O executivo é um velho conhecido de Marcos Molina, o novo controlador da BRF. Desde 2018, Gularte comanda as operações do Brasil e da América Latina da Marfrig.

A saída de Luz era aguardada pelo mercado desde a chegada de Molina como maior acionista da BRF. Há cinco anos na empresa, o executivo chegou em 2017 como CFO, já na gestão de Pedro Parente, foi promovido a COO em 2018 e desde junho de 2019 ocupava a cadeira de CEO