A Walt Disney Company está indo do “storytelling” para o “storyliving.” 

A gigante dos parques temáticos está preparando o lançamento de comunidades residenciais planejadas nos EUA – um novo negócio chamado “Storyliving by Disney.” 

O primeiro projeto, batizado de Cotino, deve ser erguido em Rancho Mirage, no Coachella Valley, na Califórnia – onde o próprio Walt Disney teve uma casa de veraneio. 

A Disney está desenvolvendo o projeto em parceria com a DMB Development, uma incorporadora especializada em bairros planejados. O empreendimento prevê 1.900 residências numa propriedade de 2,5 milhões de metros quadrados, com moradores de todas as idades e bairros específicos para pessoas de 55 anos ou mais. 

Funcionários treinados pela Disney vão administrar a comunidade e, por meio de uma associação que cobrará taxas, os moradores terão acesso a programas de bem-estar, entretenimento (incluindo shows ao vivo e aulas de culinária), cursos diversos e iniciativas de filantropia. Também está prevista uma área comercial com lojas e restaurantes, um hotel e uma praia administrada profissionalmente. 

O bairro planejado vai ser construído ao redor de um lago com águas azuis cristalinas e tecnologia que permite a manutenção a um custo ambiental reduzido. (Quer frequentar a praia?  Basta pagar um clube.)

A Disney Imagineers – que reúne os designers de parques temáticos – ajudará a desenvolver as comunidades, embora não esteja claro quanto da marca da Disney estará presente no empreendimento. 

O preço das casas será definido pela construtora a partir das condições de mercado.

O segmento residencial não é exatamente uma novidade para a Disney. 

A empresa desenvolveu a cidade de Celebration, na Flórida, na década de 1990, e vendeu casas de luxo perto do Disney World por anos como parte de um resort. 

O parque temático Epcot Center também foi originalmente concebido por Walt Disney para ser um lugar onde os fãs pudessem “viver, trabalhar e se divertir.”

Agora, o pessoal do Alphaville e da Urba vai ter que correr atrás…