Esse aqui não é para qualquer Faria Limer. 

Com as lives e o home office redefinindo o dia a dia pós-covid, o AirPods da Apple se tornou uma espécie de muleta para boa parte dos usuários do iPhone. 

Agora, a Apple está dando um passo adiante e lançando o AirPods Max, uma versão turbinada de seu tradicional fone de ouvido em formato over-ear (aqueles fones grandes que ficam sobre a orelha e tem grandes apoios de espuma que melhoram o isolamento acústico).

A pré-venda começou hoje em 25 países e a disponibilidade é a partir do dia 15. 

Nos EUA, o headphone está sendo vendido por US$ 550. No Brasil — prepare a carteira — por impressionantes R$ 6.899, o dobro do AirPods Pro e 3,6x o preço do AirPods, a mais barata das versões in-ear do produto.

O AirPods Max vem com todos os recursos já disponíveis nas versões anteriores: do cancelamento de ruído ativo (uma tecnologia que mede os ruídos indesejados do ambiente e produz som em uma frequência que cancela esses ruídos) até a equalização adaptativa, passando pelo áudio espacial. 

“O design acústico personalizado, combinado com poderosos chips H1 e software avançado permite que o AirPods Max use áudio computacional para fornecer a melhor experiência de áudio pessoal,” Greg Joswiak, o vice-presidente de marketing da Apple, disse num comunicado. 

A parte superior é feita com uma malha respirável que, segundo a Apple, distribui melhor o peso e reduz a pressão; a armação em aço inoxidável garante flexibilidade para os vários formatos e tamanhos de cabeça.  

Outro mimo: com sensores ópticos e de posição, o AirPods Max consegue detectar automaticamente quando está na cabeça do usuário — um recurso já disponível nas versões anteriores do AirPods. Com isso, o headphone inicia a reprodução assim que é colocado e a interrompe quando é removido ou quando o usuário levanta um dos fones. 

O AirPods Max traz apenas dois botões de comando: o ‘Digital Crown’, inspirado no Apple Watch e que pode ser girado ou pressionado para controlar o volume, iniciar ou pausar uma reprodução, e acionar a assistente virtual Siri; e um botão que regula o cancelamento de ruído ativo. 

A duração da bateria é de até 20 horas.