O JP Morgan elevou a recomendação para o Inter de “neutral” para “overweight” com preço alvo de R$ 40 para o final do ano – animado pelo fato de o banco estar aumentando as taxas em vários produtos de crédito. 

O ponto do relatório parece ser que o Inter, em vez de se manter um ponto fora da curva em termos das taxas praticadas, passou a acompanhar o mercado neste ambiente de Selic em alta.

Por sempre dividir sua eficiência com os clientes – na forma de cashbacks, juros abaixo da indústria, e isenção de taxas em serviços como ATM e PIX para empresas – “o Inter sempre teve um NPS alto e um EPS baixo,” disse o JP Morgan. 

“Não há nada de errado com isso em um ambiente de juros mais baixos, mas agora com as taxas mais altas globalmente, isso significa um custo de oportunidade maior,” escreveram os analistas Yuri Fernandes, Domingos Falavina, Guilherme Grespan e Marlon Medina. 

O JP Morgan disse que a preocupação com a qualidade dos ativos precisa estar refletida no preço, e lembrou que o Inter tem um dos melhores fundings do setor por ter uma base de depósitos à vista que pode ser usada para a concessão de crédito. 

Já o Nubank, para efeito de comparação, é uma sociedade de crédito, financiamento e investimento (conhecida pela sigla CFI), e seu passivo é limitado a depósitos a prazo, como as emissões de CDB.

Os analistas fizeram a ressalva, no entanto, de que a reprecificação completa do portfólio do Inter vai levar tempo, por conta da duration e da originação mais fraca de alguns produtos, como folha de pagamentos. “O Inter continua a ser um dos players com as taxas mais baixas do mercado para a maioria dos produtos, e o banco praticamente não mexeu nas taxas do crédito rotativo do cartão. 

Em termos de múltiplos, o Inter negocia com desconto entre 50% e 70% na maioria das métricas em relação ao Nubank. 

Ao mesmo tempo em que elevaram a recomendação, os analistas do JP Morgan reduziram o preço-alvo em 26%, de R$ 52 para R$ 40, ainda assim um upside de 53%.  

No preço atual, o Inter está negociando a 42x o lucro de 2023 e a 2,6x P/BV. Já o Nubank está 177x o lucro e 7x book.

A ação do Inter estava em alta de 5,4% negociada a R$ 27,37, por volta das 14 hs. O papel já subiu 32% desde o low em 18 de janeiro.