Uma das únicas startups brasileiras a expor na feira da NRF (National Retail Federation) em Nova Iorque, a CRM&BONUS tem uma ideia de como o varejo pode crescer nos próximos anos: com as enterprises.

“Com o giftback, conseguimos aumentar as vendas em 10 a 20% ao mês. Mas as grandes enterprises, como bancos, podem mudar a escala desse crescimento,” diz Alexandre Zolko, fundador da empresa.

Para dar o kick-off nessa estratégia, a empresa lançou o vale bônus, que pode ser oferecido por qualquer companhia a seus funcionários ou clientes. Mais do que um simples benefício corporativo, são bônus exclusivos de grandes marcas e restaurantes, que podem chegar a descontos de 15% a 50% via app, para pagar parte de suas compras em milhares de lojas (físicas e online) e restaurantes.

“Nós estudamos as empresas enterprise, e entendemos quais suas necessidades, seus desafios e lutamos por melhorar seus KPIs. Podemos ajudar a reter o cliente de uma telefonia, melhorar o índice NPS de um laboratório ou mesmo aumentar o valor percebido de um programa de cashback. O objetivo final é sempre o mesmo: vender mais e melhor, levando venda e novos clientes também ao nosso ecossistema do giftback”, diz.

Conectar a economia, do pequeno varejista a um dos principais bancos, é uma fórmula de sucesso global. Empresa indiana avaliada em US$ 6 bilhões, a Creed criou uma plataforma de benefícios para quem paga o cartão de crédito em dia e tem ajudado o sistema bancário da Índia a resolver a inadimplência através da parceria com outras marcas.

“No Brasil, as marcas que atendemos no 1.0 também se beneficiam, pois levamos novos clientes para eles, alimentando toda a cadeia,” diz Luiz Guedes, COO e co-fundador. As marcas só aparecem para quem não comprou ali nos últimos 90 dias, trazendo assim novos clientes e reduzindo o CAC.

No 1.0, o giftback é um sucesso consolidado. Como exemplo, um dos clientes trocou o desconto de 7% na boca do caixa por um giftback de 15% sobre a compra. “No final, o desconto absoluto foi de apenas 2%”, afirma Guedes.

“A CRM&BONUS mudou a psicologia de compra: em vez de um desconto, a troca é por dinheiro. O mecanismo de desconto e liquidação é antigo”, afirma um dos investidores próximos à operação.

Em 2023, o cliente (continua) no centro

CRM (e cliente), simplicidade e multicanalidade foram os termos mais explorados na nova edição da NRF. “No varejo, fidelidade de cliente só existe enquanto não houver opção melhor.”

Para John Furner, novo presidente do Walmart US e um dos principais palestrantes da NRF de Nova Iorque, o varejista precisa saber – e entregar – exatamente o que o cliente quer. “As pessoas mais bem-sucedidas nesse mercado têm prazer em servir outras pessoas e solucionar problemas.”

Mais do que tecnologia ou investimentos , ter a melhor solução para o cliente pode ser tão simples quanto oferecer um cupom de desconto que funcione.

A plataforma de giftback criou um sistema, trazendo transparência para os programas de CRM, e mais vendas para as empresas.

Desde a sua última rodada de investimento, co-liderada pelo SoftBank e a Riverwood, com participação da Volpe Capital e Igah Ventures, a CRM&BONUS já realizou duas aquisições, Chefs Club e Zipper, e os planos de expansão não param por aí.

“Somos uma plataforma com consultoria embarcada, que pode se transformar no principal motor de vendas de qualquer empresa, de qualquer setor,” diz Zolko.